fbpx

Como a falta de tempo pode afetar a sua saúde?

falta_de_tempo

As rotinas estão cada vez mais corridas, principalmente nas grandes cidades e com o último ano marcado pela pandemia da covid – 19, com o home office, aulas remotas e uma concentração de tarefas em um só lugar. Para muitas pessoas, em vez de sobrar tempo, faltou. O excesso de trabalho ou a tensão causada pela falta dele também são, sem dúvida, algumas das principais razões para a elevação dos níveis diários de estresse atualmente.  Se em algum momento você já sentiu como se houvesse uma falta de tempo e vive sempre preocupada, apressada, pensando no que está por vir, e quanto mais tenta acompanhar essa demanda, mais frustrada se sente. Fique tranquila, você não é a única. Não importa quais sejam as tarefas que preencham o dia a dia, a sensação é sempre a mesma: será que estou cuidando da saúde o suficiente?

Desafios da vida moderna 

Dias corridos no trabalho e uma nova rotina em home office, a necessidade de se destacar profissionalmente ou até mesmo manter a vaga em meio a pandemia. Essa busca faz com que o profissional acumule compromissos e tente produzir cada vez mais.  Outros fatores frequentes da nossa atualidade como o trânsito, a violência, a instabilidade financeira, a correria do dia a dia estão elevando os níveis de estresse diários que podem acabar alterando nossa mente. No final dessa sentença, o resultado é a falta de tempo no mundo moderno e a total falta de perspectivas de como resolver isso. Temos que nos adaptar a essas mudanças, nos preocupando sempre com nosso bem estar.  O nosso desafio diante dessas mudanças da vida moderna é buscar o equilíbrio, sabendo aproveitar o que essas modificações trazem, sem deixar que nossa saúde física e mental sejam prejudicadas.

Impactos na saúde física e mental

Pressa, ansiedade, urgência, um estado de alerta constante e a impressão que não há tempo para fazer tudo que é preciso. Essas são as principais sensações decorrentes da falta de tempo. Essas emoções podem desencadear quadros de transtornos de humor e ansiedade. O estresse é um mecanismo normal do corpo. As substâncias liberadas (como a adrenalina e o cortisol) diante de situações estressantes têm importante papel para o organismo reagir àquela situação. Mas a liberação dessas substâncias de forma crônica e excessiva pode causar alterações no metabolismo e na saúde mental. A maioria das pessoas com altos níveis de estresse se queixam de dores generalizadas — de cabeça, na coluna cervical, na lombar. Apresentam também tremores nas extremidades, visão turva. Quanto maior a exposição a esse tipo de situação, maior será o risco de desenvolver hipertensão arterial, diabetes, fibromialgia e distúrbios na tireoide, entre outros. Também pode ocorrer diversas mudanças no organismo, principalmente no metabolismo e alterações no sono.

Como organizar melhor o seu tempo

Você pode começar modificando alguns costumes prejudiciais. Principalmente aqueles que você já sabe que fazem mal a sua saúde. Como por exemplo, tornar hábitos alimentares mais saudáveis, adotar a prática de exercícios físicos e descrever todas as atividades diárias em uma agenda, para verificar, organizar e otimizar melhor o seu dia. Confira outras dicas!

1. Defina objetivos a curto prazo: Escreva as suas metas mensais, tanto profissionais quanto pessoais, aliviará a sua tensão diária no trabalho. Perceber que se está trabalhando para um objetivo de vida faz com que a tensão seja extinta. Equilibre as suas metas/objetivos entre lazer e responsabilidade. A chave é o equilíbrio.

2. Faça atividades que fujam da rotina: É importante incluir na sua semana atividades que não tenham a ver com a sua carreira. É importante se dedicar a algo que goste, que sinta prazer em realizar. Como por exemplo, aprender um novo idioma, ler, ir ao cinema, fazer aulas de dança, aprender a tocar um instrumento.

3. Diminua o uso da tecnologia: O uso excessivo do smartphone e outros aparelhos tecnológicos têm causado doenças e dependência. Limite a quantidade de tempo que irá ficar exposto a eles. Caminhe um pouco, tenha contato com a natureza, e fique próximo de pessoas positivas.

4. Faça atividades físicas regulares: A prática de atividades é de extrema importância para aliviar o estresse e a tensão cerebral, além de fazer com que o indivíduo se “desligue” no momento do exercício das responsabilidades. A mente fica em um estado mais relaxado.

5. Defina o que é importante e o que é urgente: Entender a diferença entre importância e urgência deixa muito mais simples e fácil fazer essa classificação. Uma atividade é urgente quando tem um prazo de conclusão curto ou quando esse período está perto de expirar ou está atrasado. Já a importância não tem a ver com tempo limite, e sim com a consequência e o impacto de algo na sua vida. Quanto mais algo impactar e tiver o poder de mudar a sua vida ou sua carreira, mais essa atividade será importante. Lembre-se que, qualidade de vida é estar bem consigo e tudo o que o cerca, mantendo o equilíbrio e a felicidade mesmo em circunstâncias adversas. Portanto, nada melhor que aprender desde cedo o quanto é importante e faz bem manter os cuidados com a sua saúde. Mudando seu estilo de vida, mesmo que de forma gradual, você colherá muitos benefícios. Experimente!

banner_plataforma_egolife