fbpx

Síndrome de Burnout: trabalho além do limite

sindrome_de_burnout

Para o Ministério da Saúde, a síndrome de Burnout é um distúrbio emocional provocado pelo excesso de trabalho, principalmente o trabalho não satisfatório, desgastante, muito competitivo ou que demande grandes níveis de responsabilidade.

Ficar cansado após uma semana intensa de trabalho não costuma ser preocupante. Mas é preciso ficar atento aos sinais que o corpo apresenta, pois exaustão e estresse em excesso podem indicar a síndrome do esgotamento profissional, como também é conhecida. Essa condição pode ser bastante prejudicial à saúde emocional do indivíduo e vir acompanhada de sensação de incapacidade para lidar com as tarefas profissionais.

Com o acesso à internet universalizado, muitas pessoas já ouviram falar no termo. Mas você sabe, ao certo, o que é essa síndrome, quais sintomas ela causa e como tratá-la? Confira sobre o assunto neste artigo!

O que é Síndrome de Burnout?

A síndrome de Burnout é um distúrbio psíquico causado pelos altos níveis de estresse e pelo estado emocional desequilibrado, desenvolvidos a partir de condições de trabalho desgastantes.

Normalmente, pessoas que desenvolvem este transtorno, são profissionais que  precisam demonstrar constantemente um elevado grau de desempenho, e medir sua autoestima pela capacidade de sucesso e de alcançar conquistas. E a sua satisfação termina quando seu talento e desempenho não são reconhecidos.

Nestas condições, estes objetivos se transformam em compulsão, até que o organismo entre em colapso. A pessoa começa a sofrer com problemas psicológicos, desgaste físico e exaustão, e os sintomas começam a surgir por conta do acúmulo de tarefas, pressão, exigências e responsabilidades proporcionadas pela grande demanda de trabalho.

O distúrbio também pode afetar profissionais que atuam constantemente sob pressão, em longas jornadas de trabalho, em ambientes de competitividade ou de grande responsabilidade. Desta forma, a síndrome atinge com mais frequência médicos, professores, policiais, jornalistas e demais profissionais que enfrentam dupla jornada.

Quais são os sintomas?

A síndrome de Burnout costuma ter três principais características: exaustão, menor identificação com o trabalho e sensação de redução da capacidade profissional. Além de apresentar sintomas físicos e mentais como:

  • Dor de cabeça frequente;
  • Alterações no apetite;
  • Insônia;
  • Dificuldades de concentração;
  • Sentimentos de fracasso e insegurança;
  • Negatividade constante;
  • Sentimentos de derrota e desesperança;
  • Sentimentos de incompetência;
  • Alterações repentinas de humor;
  • Isolamento;
  • Fadiga;
  • Pressão alta;
  • Dores musculares;
  • Problemas gastrointestinais;
  • Alteração nos batimentos cardíacos.

Como é o tratamento da Síndrome de Burnout? 

O tratamento para a Síndrome de Burnout deverá ser feito por um psiquiatra ou psicólogo. Indica-se que o paciente faça psicoterapia para poder identificar a causa geradora principal da síndrome e, assim, desenvolver mecanismos para vencê-la. Em casos mais severos, são indicados antidepressivos e ansiolíticos.

Para auxiliar no tratamento, é recomendado a prática de atividades físicas, pois elas aliviam o estresse diário, colaborando para o controle dos sintomas. Se possível, também se indica que o paciente tire férias do trabalho e passe mais tempo com familiares e amigos. O período do tratamento irá depender das possibilidades do paciente para modificar suas condições de trabalho e seu estilo de vida.

O estresse que provoca a síndrome pode estar diretamente relacionado ao seu trabalho, mas outros traços de personalidade ou estilo de vida podem contribuir. Perfeccionismo e pessimismo, por exemplo, podem agravar o quadro.

Lembre-se de priorizar seus momentos de lazer, hobbies e diversão, procurando sempre equilibrar as emoções da vida profissional e da vida pessoal. Se você identificar alguns dos sintomas da síndrome de Burnout, procure um especialista.

banner_plataforma_egolife