fbpx

Qual a importância da arteterapia para crianças?

arteterapia

A primeira coisa que devemos fazer é definir seu conceito antes de começar a falar de arteterapia para crianças. Trata-se de uma tendência criativa muito benéfica para todas as idades. Mas, se aplicada na infância, pode potencializar as capacidades intelectuais das crianças.

  • Arte. Refere-se a tudo aquilo que o ser humano faz para se recriar de maneira estética. Em relação a algum aspecto que o rodeia ou alguma emoção ou sentimento para o qual são utilizados vários instrumentos. Como, por exemplo: a pintura, a música, a dança, etc.
  • Terapia. Consiste em colocar em prática um conjunto de ações ou ideias para a superação de um problema físico ou mental.

Por meio da arteterapia, pode-se criar expressões do mundo interior. Ainda, aprende-se a se expressar e o mais importante é sua contribuição para resolver os problemas emocionais e psicológicos. É importante saber que a técnica pode ser aplicada em crianças, adolescentes e adultos.

Por que estas duas palavras se unem?

O principal aspecto é porque estas duas palavras juntas criam um ambiente mais poderoso. Como se sabe, a arte é uma forma de desintoxicar o corpo humano. É uma excelente forma de fazer catarse.

Por meio da arteterapia procura-se liberar assertivamente as emoções, entreter a mente e alegrar o espírito.

Como pais e por nos encontrarmos em pleno desenvolvimento da educação das crianças, devemos ter cuidado na hora de compartilhar com elas toda a nossa paz e bem-estar. Sempre devemos ter em mente a importância de orientar nossos filhos de forma saudável.

Sempre que for trabalhar com estes exercícios de arteterapia para crianças é importante contar com uma pessoa responsável para que guie o processo e ajude, se for necessário. Porém, é preciso saber aproveitar, já que existem muitas possibilidades dentro destas atividades criativas.

Benefícios dos exercícios de arteterapia para as crianças

  1. Diversão.
  2. Desenvolvimento da inteligência.
  3. Bem-estar emocional.
  4. Aumento da criatividade e da capacidade de inventar.

A arte não é o que você vê, mas, sim, o que faz os outros verem.

– Edgar Degas-

Diz-se que os exercícios de arteterapia para crianças desempenham uma função específica. O importante é poder determinar como pode ser a sua aplicação em pessoas ou grupos. Porém, fazendo um bom acompanhamento e dando um foco melhor à arteterapia, pode-se aplicar estas atividades para desenvolver habilidades e canalizar certas emoções.

Gostou? Então traga os seus filhos e conheçam o trabalho de arteterapia com a professora Carmen Lúcia Dalano, saiba mais e agende a sua visita no (11) 518-5024.

Fonte: https://soumamae.com.br/12-exercicios-de-arteterapia-para-criancas/

banner_plataforma_egolife

Como superar a frustação?

frustracao

Nem sempre é fácil manter a calma quando as coisas não saem como o previsto. Muitas vezes, o mal-estar e a sensação de injustiça acaba tomando o controle. E você? Tolera bem a frustração?

O sentimento de frustração é uma resposta natural e instintiva, quando as coisas fogem do controle ou têm um final diferente do que você imaginava. A forma como cada um reage em situações assim, entretanto, têm muito a dizer sobre seus hábitos, as barreiras auto-impostas e limitações.

Segundo especialistas em desenvolvimento pessoal, se a frustração está constantemente presente na rotina, ela tem um efeito bloqueante, que impede o progresso nas diferentes esferas da vida da pessoa. Ela cria uma onda de pessimismo, impede ver as coisas em perspectiva, dinamita a capacidade de reação e afeta a autoestima.

Se a pessoa tem baixa tolerância à frustração e não dá a devida atenção ao impacto negativo que esse comportamento está trazendo, pode acabar debilitando seu equilíbrio emocional e abrindo espaço para problemas como stress, agressividade e depressão.

Romper esse círculo vicioso depende somente da força de vontade da pessoa. Primeiro é importante compreender que, em doses controladas, a frustração tem a capacidade de fazer você avançar, já que provoca incômodo e é esse mal-estar que desencadeia uma reação de superação, de adaptação, de resiliência.

Quando bem administrada, a frustração desperta a vontade de tentar, de seguir adiante, com uma dose extra de motivação. Porém, para que essa seja a tônica, é fundamental assumir o controle, manter uma atitude positiva, sem cair na armadilha do vitimismo. Quer algumas dicas para colocar em prática essa mudança de atitude?

Dicas para tolerar a frustração

O segredo para enfrentar a frustração, aproveitando a parte positiva, sem deixar que ela tenha controle sobre você, é começar a usar suas reações e comportamentos a seu favor, não contra você.

Tudo começa por evitar o sentimento de pena e abatimento, por ter fracassado, por não ter alcançado um objetivo, por não ser capaz de concluir uma tarefa. O próximo passo é analisar seu comportamento em busca daqueles sinais que costumam ser as primeiras demonstrações da frustração em você.

Por que isso é importante? Porque somente conhecendo-os você será capaz de impedir que tomem proporções exageradas. Quando você sabe como reage à frustração, é mais fácil controlar as emoções associadas.

Feito isso, é importante avançar no processo de reflexão, se perguntando por que você tem se sentido frustrado, o que na sua rotina não está funcionando como deveria e que tipo de atitude você deveria tomar para evitar que o panorama siga igual.

Nesse momento, você será capaz de vislumbrar com mais claridade se tem sido parte do problema ou da solução. E a partir daí traçar novas estratégias de ação, que permite redirecionar sua energia em prol dos seus objetivos e seus interesses.

Chegado a este ponto, é importante trabalhar a capacidade e expandir seus horizontes, evitar seguir fazendo as mesmas coisas, do mesmo jeito. Comece por pequenas mudanças na rotina e arrisque-se a provar coisas totalmente novas, sem medo de errar ou de não gostar. Todas essas experiências são válidas e servirão para ampliar seu sentimento de vitalidade e disposição.

Por último, não perca o foco. Para que você consiga ir alcançando suas metas e desfrutando do sabor da conquista, é fundamental não ter várias frentes de ação abertas ao mesmo tempo. Com foco, é mais fácil lograr seu objetivo, superando os obstáculos e corrigindo os eventuais erros cometidos ao longo do processo.

Fonte: https://br.mundopsicologos.com/artigos/como-superar-a-frustacao

banner_plataforma_egolife